Cândido

Cândido

Sinopse

Cândido, sátira criada por Voltaire, de tom filosófico, narra a história de um rapaz – que dá nome à obra – que vive em um paraíso edênico, ou seja, em um ambiente perfeito, recebendo ensinamentos otimistas de Leibnitz, um famoso filósofo, por meio de seu mestre e mentor Pangloss. A tese é retratada na quebra abrupta do estilo de vida do protagonista, que, se antes vivia de maneira a esperar o melhor de seus atos em um local perfeito, agora testemunha e experimenta as barreiras reais do mundo, as dificuldades da vida em si, desiludindo-se. Voltaire conclui que, contrariamente a Leibnitz, nem 'tudo vai pelo melhor no melhor dos mundos possíveis', trecho de alcunha do filósofo, e que devemos planejar nossas ações de maneira a atingirmos o resultado que queremos, ou, como ele mesmo diz, 'devemos cultivar nosso jardim'.

Quem ouviu esse, ouviu também: